Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

girl on film

20
Mai13

Um filme, uma mulher. Por Nuno Reis






Filme: Forrest Gump. MulherMrs. Gump
(IMDb)


Quando se pensa em grandes mulheres do cinema saltam logo à memória actrizes. Mas se formos para além disso e entrarmos na categoria das personagens, em busca das grandes mulheres que nos foram dadas pelo Cinema, essa lista é quase infinita. Heroínas, vilãs, vítimas indefesas ou femmes fatales, um filme que não tenha mulheres perde muito do encanto.
Para fugir ao previsível nesta rubrica, procurei uma personagem que não fosse a protagonista, mas que não fosse descartável. Que não fosse demasiado feminina ou sensual, mas que tivesse tal sensibilidade e tacto que não poderia de forma alguma ser trocada por uma personagem masculina. Sorri pois em suma, estava à procura de uma mãe.
Tentem começar a ver os filmes por essa perspectiva. Primeiro encontrem uma mulher que não se destaque, mas que seja fulcral. Garantam que não é apenas um isco visual para os espectadores masculinos e que não poderia ser facilmente trocada por um homem. Das que vos sobram, qual a percentagem de mães? Pois.

Entre as mães do cinema há uma que evidencio e é a que tem o filho mais especial. Chamamo-la simplesmente Mrs. Gump.
As aventuras de Forrest são conhecidas de todos. Confundem-se com a história americana desse período. E a frase mais célebre que ele tem começa com “My momma always said”. Portanto, a frase mais sábia que ele alguma vez disse, na verdade é da mãe. Percorrendo as citações do filme, são imensos os ditos que ela lhe transmite para que seja alguém na vida. Tem alguém muito especial a seu encargo e contra todas as expectativas vai fazer dele um homem. E um homem extraordinário do qual todo o país se vai orgulhar.
O que seria de “Forrest Gump” sem a mãe? Primeiro, o que seria de Forrest sem a mãe, se apenas tivesse Jenny para tomar conta dele? Até onde teria chegado? Quanto tempo teria vivido? E supondo que conseguia tornar-se adulto, e arranjado um emprego - ou vários - teria sido alguém sem o apoio de uma mãe que o preparou o melhor possível para uma vida que ia ser especialmente difícil para com ele? Essa vida seria digna de um filme memorável? Sem ela poderia até haver um Forrest, mas não haveria este Forrest.

Sabíamos que por trás de cada grande homem está sempre uma grande mulher. Seja esposa ou mãe. E para quem se deixou envolver emocionalmente com este filme, decerto que Mrs. Gump teve uma boa parte da responsabilidade sobre o rumo que as vossas (nossas) vidas seguiram.




1 comentário

Comentar post

Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub