Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

girl on film

07
Mar19

Opinião ▪ Captain Marvel | Anna Boden, Ryan Fleck. 2019

marvel1.jpg

 

O feminismo está na moda e por isso podia fazer aqui uma divagação imensa sobre o facto de que o que distingue este filme dos outros projectos Marvel é o facto de que este tem como protagonista uma mulher mas será isso mesmo necessário? Não me parece.


Fazer essa ode ao feminismo seria desvirtuar aquilo que o filme Captain Marvel pretende ser, um filme sobre um super-herói que desta vez é uma mulher e cujos poderes não provêem de Deus, Criador da Humanidade mas sim através de uma força alienígena.


Os heróis Marvel formam uma espécie de panteão, onde há deuses, heróis e semi-heróis, etc. de todas as formas e feitios, oriundos de planetas diferentes, de todas as cores, com várias orientações sexuais e até com ideais políticos distintos. A Marvel em muitas mulheres com poderes: tem humanas com treino militar russo e volumosos atributos físicos (sim! Black Widow), tem a “assassina mais perigosa da Via Láctea”, Gamora - a filha adoptiva de Thanos e tem por exemplo a indomável mutante telepata e telecinética Jean Grey, que brevemente vamos ver nos Cinemas com o filme Dark Phoenix. Portanto se há coisa que não falta no Universo Marvel são mulheres poderosas.


Captain Marvel conta a história de Carol Danvers e da sua transformação num dos heróis mais poderosos do Universo – uma mulher dividida entre a Humanidade que pouco se recorda e que se vê envolvida numa guerra entre duas raças alienígenas. O filme de Anna Boden e Ryan Fleck é cronologicamente situado na década de 1990, antes da apresentação oficial de todo o panteão Marvel e pré S.H.I.E.L.D.

 

2.png

5.png

3.png

1.png


Brie Larson é a protagonista de dois dos meus filmes favoritos: Short Term 12 e Room e só por isso merece o meu respeito. Como Captain Marvel, Larson é bem-humorada e destemida mas – por culpa das opções da adaptação – é na verdade é somente uma espécie de fita-cola entre os 21 filmes do universo Marvel. As referências a outros acontecimentos ou personagens são constantes e a presença de Nick Fury (Samuel L. Jackson) e de Phil Coulson (Clark Gregg) não nos fazem esquecer disso.


O melhor do filme não é a história, não são de todo os efeitos especiais que deram menos idade a Fury e mais peso a Coulson, é Ben Mendelsohn, com a sua forma única e inimitável de falar é perfeito no papel de vilão que afinal não o é. No restante elenco secundário, o “gato” Goose é a estrela maior e perante ele, Jude Law, Annette Bening, Djimon Hounsou, “desaparecem”. Uma nota breve para o facto de que mesmo que por breves momentos, é sempre um gosto rever Lee Pace como Ronan.

 

4.png

 

O maior problema do filme é que apesar de todas as justificações dadas através de pesquisas num arquivo ou via flashback, nunca nos é mostrado o suficiente sobre quem é a personagem principal, quais são os seus defeitos e que atributos fazem dela a poderosa heroína em que se transformou. No fim do filme chega a estranha certeza: a apresentação da Captain Marvel tem um único propósito: a de não esquecermos os acontecimentos finais de Avengers: Infinity War e, ouso afirmar, a de ser um teaser ou prefácio para Avengers: Endgame.

 

Título nacional: Capitão Marvel
Data de estreia (Portugal): 06.03.2019

 

Trailer:

07
Dez18

Trailer e poster oficial para Avengers 4: Endgame

avengers-infinity-war-poster_765x0_80.jpg

 

A Marvel divulgou o primeiro trailer para Avengers 4.
O filme será a continuação de «Avengers: Infinity War», que terminou de forma muito sentimental e confusa e que deixou os fãs inquitetos e desejosos por respostas.
Os realizadores Anthony Russo e Joe Russo dizem que este novo capítulo será a verdadeira "culminação" do Universo Cinematográfico Marvel e que "será maior (em escala) do que a «Guerra Civil» porque temos mais do que o dobro das personagens e Thanos é cósmico. A escala é o Universo".

 

48056301_2067723923285603_1712580860244393984_n.jp

 

18
Set18

Captain Marvel | Poster e trailer

Captain-Marvel.jpg

 

A Marvel divulgou o primeiro trailer e poster para o filme Captain Marvel

Segundo consta, Carol Danvers / Captain Marvel é mais poderosa que o deus nórdico Thor e as suas habilidades podem ter determinantes para "salvar" o enigmático fim de Avengers: Infinity War

 

 

01
Mai18

O "fair play" na indústria cinematográfica

Infinity War.jpg

 

Lucasfilm deu (via instagram) os parabéns à Marvel Studios pelo sucesso de bilheteira histórico de Avengers: Infinity War no fim de semana passado... Bonito!

30
Abr18

Opinião ▪ Avengers: Infinity War | Anthony e Joe Russo. 2018

tumblr_static_tumblr_static_4pm01i9xh7uog0ck4cc448

 

É o décimo nono filme do Universo Cinematográfico Marvel e o terceiro filme a juntar este peculiar grupo de super-heróis. Realizado pelos irmãos Russo (Anthony Russo e Joe Russo) Avengers: Infinity War é uma jornada épica da Marvel em que os Vingadores e os seus aliados vão sacrificar tudo numa tentativa de derrotar o poderoso Thanos antes que este consiga cumprir o seu desejo de devastação e ruína por todo o Universo.

Talvez o maior problema deste filme seja o facto de ser antecedido de um projecto vencedor, Black Panther. Ryan Coogler apresentou-nos uma Wakanda e um herói que tem um propósito e uma missão única e talvez a aventura mais cultural e política de todo o universo criado por Stan Lee e Jack Kirby. Pantera Negra é muito mais do que um mero filme de super-heróis.
 

240_F_130734330_mSBGYTwuGvaHhEoyHlDov6ELFHO4cexF.j

 

 

 

19
Fev18

Black Panther | Um guarda-roupa feito à medida para a nação de Wakanda



Existem muitas razões para justificar porque é que Black Panther é tão diferente dos outros filmes do universo Marvel e até, diferente de grande parte dos filmes de Hollywood, sendo que a maior das razões se prendem com o trabalho que incrível trabalho que Ruth E. Carter fez com o guarda-roupa do filme. 

"I feel like I've been designing superheroes my whole life," disse a designer Ruth E. Carter à Vogue sobre a sua carreira no Cinema. Carter foi a responsável pelo guarda-roupa de Malcolm X de Spike Lee e Amistad de Steven Spielberg.

O filme Marvel, Black Panther foi o último projeto da estilista, que para preparar e juntar fontes e inspiração, juntou cerca de 100 elementos da sua equipa e viajaram para a Africa do Sul, Nigéria e Coreia do Sul para estudar padrões, cores e silhuetas. A esta pesquisa e levantamento quase documental juntaram-se artífices de joias, fabricantes de moldes, ferreiros, pintores de tecidos e alfaiates, tudo para dar a Wakanda um estilo e estética única. 

Wakanda, a nação de Black Panther pode ser imaginária, mas o seu estilo está enraizado na história e na cultura real de África. A figurinista Ruth E. Carter precisava vestir as personagens - incluindo o próprio Black Panther, T'Challa (Chadwick Boseman) – tendo em mente que era necessário estabelecer um olhar coeso para uma pátria inteira, que é futurista mas ao mesmo tempo é mergulhada na tradição e história africana. Wakanda é rico em vibranium, um metal raro, incrivelmente forte e incrivelmente valioso. A abundância deste material tem um enorme efeito sobre a prosperidade do país, os avanços tecnológicos e a cultura, e por isso Carter decidiu usar o metal nas roupas por razões práticas, como símbolo de poder e também por opções decorativas. 




Não é difícil perceber porque é que os fatos de Black Panther são fabricados com este metal. É leve, elegante e à prova de balas. De notar, que o escudo do Captain America também é feito de vibranium. “Selecionei as coisas das tribos indígenas e atribuí-lhes um modelo futurista. (…) A cultura que o realizador Ryan Coogler criou é única, combina elementos de muitas tribos africanas - incluindo a cor vermelha, a forma do triângulo, anéis no pescoço e trabalhos em missangas". Carter transformou habilmente Balck Panther numa alegria visual fantástica para os olhos de quem vê o filme. O objetivo deste projeto é dar às pessoas algum "contexto real" em torno de África. 

As armaduras do clã guerreiro, só constituído por mulheres e denominado por Dora Milaje, são extraordinárias. Os relevos impressos nesse material bélico imitam a geometria sagrada e as imagens reproduzidas na pintura e escultura africana. Outros detalhes sugerem o estado civil das portadoras, e os talismãs minúsculos no tabard (parte da frente da armadura) das guerreiras - uma boneca de fertilidade, um pedaço de jade ou ametista - são símbolos das habilidades e da espiritualidade das portadoras. "Imaginei que em Wakanda deviam existir artesãos que eram encarregados de criar armaduras à medida para as Dora Milaje (…)”, esclarece Ruth. 

A escolha da cor viva da armadura das Dora Milaje é o resultado dos vermelhos arrojados que Carter conheceu África do Sul e as peles usadas, foram atadas e unidas por um fio pesado para formar um textura que se assemelha a uma segunda pele para as combativas mulheres. Este processo foi cuidadosamente elaborado usando uma técnica centenária. Os colares e pulseiras as guerreiras também têm vibranium.




Para Nakia, a personagem de Lupita Nyong'o, o vestido que usa quando vai àquela espécie de casino, foi pintado à mão com diferentes tons de verde para se relacionar com a cor da sua tribo. Para a rainha Ramonda, interpretada por Angela Bassett, compartilhou Carter: "Ela é a líder de uma nação avançada que possui mais tecnologia do que qualquer outro lugar no Mundo, e por isso as suas roupas tinham que ser igualmente grandiosas e com claras referências à época vitoriana. O seu manto de ombro foi feito com fibras especiais feitas na maior impressora 3D do mundo (na Bélgica). A sua coroa, também feita através de tecnologia de ponta, teve que ser totalmente cilíndrica, numa alusão à perfeição pura".






O xamã Zuri (Forest Whitaker) é um mentor de T'Challa e para dar-lhe essa sensação de reverência, Carter baseou-se nos trajes dos antigos chefes nigerianos, acrescentando plissados intrincados inspirados pelo estilista japonês Issey Miyake.

Ruth E. Carter merece uma nomeação aos Óscars do próximo ano. A estilista merecia ser a primeira mulher a levar para casa o melhor elogio do guarda-roupa para um filme de super-heróis. De notar que se Carter vencer, seria a primeira mulher afro-americana a ganhar um Óscar pela primeira adaptação cinematográfica da história de super-herói preto. 

Concept Art:







Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub