Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

girl on film

08
Jun16

Marco Polo | Temporada 2. Trailer


 "The empire is growing…the larger it becomes, the larger the target."











A segunda temporada de Marco Polo será composta por dez episódios. Do elenco fazem parte Lorenzo Richelmy, Michelle Yeoh, Benedict Wong, Joan Chen, Zhu Zhu, Tom Wu, Olivia Cheng, Claudia Kim, Rick Yune, Remy Hii, Mahesh Jadu e Uli Latukefu. Todos os episódios estarão disponíveis a 1 de Julho, na Netflix




29
Mai16

Marco Polo | Temporada 2. Primeiras imagens



A série Netflix Marco Polo conta as aventuras de Polo (Lorenzo Richelmy) como espião, embaixador e explorador da corte do Khan Kublai  (Benedict Wong) - o quinto do Império Mongol na China do século XIII. 


O elenco conta ainda Zhu Zhu, Tom Wu, Remy Hii, Michelle Yeoh e Rick Yune. O argumento e produção é de John Fusco e a realização cabe a Joachim Ronning, Espen Sandberg e Dan Minahan
Marco Polo regressa a 1 de Junho à Netflix. 










31
Dez14

Marco Polo | Um deleite visual



Numa breve pesquisa pela Internet reparei no facto curioso de que as opiniões se dividem entre o ódio e o amor. É estranho o ódio. Só podem sentir essa antipatia extrema aqueles que esperavam que a Netflix contasse palavra a palavra O Livro das Maravilhas de Marco Polo ou centrasse o argumento da série unicamente na figura histórica do italiano. 

A meu ver, é precisamente o facto de não centrar as atenções na figura do viajante veneziano que dota a série de interesse. Polo é uma das personagens principais, não é a única. Marco Polo é menos sobre Marco Polo e mais sobre política, guerra, espionagem e intrigas palacianas na Ásia antiga. Portanto, os mais críticos não devem esperar uma ode à imposição das ideias europeias num mundo oriental do século XIII.

Em Marco Polo há nudez, figurinos sumptuosos e deslumbrantes, cenários espectaculares e uma fotografia exímia. Estas podiam ser as quatro únicas razões para recomendar a adaptação televisiva da eterna história de Marco Polo, mas seriam insuficientes. Existe algo mais. Existe um elenco absolutamente espectacular e uma visão magnífica sobre aquele que foi o quinto Grande Khan do Império Mongol – Kublai Khan – o imperador (Khagan) que recebeu o viajante Marco Polo na sua corte.

O desconhecido Lorenzo Richelmy interpreta Marco Polo. Tarefa difícil perante tanto a observar. Talvez culpa da sua inexperiência ou simplesmente porque interpreta aquilo que lhe foi pedido, a personagem de Lorenzo é abafada pelo elenco com genes orientais que é absolutamente excepcional. Todas as atenções desta primeira temporada são cativadas para a excelência da interpretação de Benedict Wong como Kublai Khan e Chin Han como Jia Sidao – dois inimigos: um mongol, o outro chinês. A Richelmy como Marco cabe essencialmente o papel de ser uma testemunha num Mundo novo, tal como nós.














É muito agradável ver o inglês Benedict Wong interpretar de forma tão simples e sem qualquer esforço o Khan. Por detrás de uns quilos a mais, da barba, do característico corte de cabelo e das vestes luxuosas conseguimos ver um líder de alma e coração. 

Khan de Benedict Wong é uma espécie de líder gangster feio, mas bonito. Com princípios, astúcia e uma vida pessoal intensa. O seu desejo de governar o mundo está sempre presente nas suas acções mas a sua visão de uma sociedade pluralista e aberta (ou a ilusão dela) faz dele um déspota muito atraente. Uma menção a Joan Chen como a Imperatriz Chabi, que é um ponto-chave na política interna palaciana e a personificação do interesse que a série tem em mostrar a posição de poder que algumas mulheres na Mongólia e na China do século XIII tinham. 

Já Chin Jan - que foi considerado pela CNN um dos 25 melhores actores da Ásia – interpreta a figura de um chanceler chinês temível para os inimigos, mas sobretudo para com aqueles que lhe são mais próximos. Jia Sidao é cruel, obcecado por insectos e um vilão exemplar. A relação com a irmã – e concubina - Mei Lin (Olivia Cheng), que usa como espia contra o Khan é um dos pontos mais importantes desta primeira temporada. 

A lindíssima Mei Lin, deslumbra várias vezes o espectador com a sua nudez, audácia e perícia na arte do amor e do Kung Fu. É protagonista de momentos memoráveis. 

Marco Polo não será certamente a série que permita à Netflix ter um concorrente de peso à popularidade de Game of Thrones. Não é tão épica e apesar das inúmeras mortes, não é sequer tão emocionante mas se aceitarmos Polo com os seus próprios termos e características, os espectadores não ficarão decepcionados e podem, de forma bastante simples, observar uma cinematografia muito competente e podem sobretudo atingir um nível de divertimento competente e mergulhado em luxo e estética oriental. 




Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub