Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

girl on film

11
Set14

Palo Alto | Gia Coppola. 2013

Título em Portugal: -
Data de estreia: - 




















Palo Alto é o primeiro filme de Gia Coppola - a neta de Francis Ford e sobrinha da Sofia. É a adaptação cinematográfica do livro homónimo de James Franco. Gia – através da sua visão - conta a história de um grupo de adolescentes ou pré-adultos problemáticos e em processo de crescimento. 

April (Emma Roberts) é a virgem do grupo. Tímida e sensível, vive dividida entre um flerte proibido com o treinador de futebol, Mr. B (James Franco) e uma paixão por Teddy (Jack Kilmer). Teddy e Fred (Nat Wolff) – o seu melhor amigo, passam os dias a fazer asneiras. Fred é o tipo de pior amigo que se pode ter. É aquele típico adolescente que faz jus a tudo o que de mal se pode dizer sobre um adolescente problemático… e sim, é o tal que tem falta de atenção em casa. Depois há a Emily (Zoe Levin), a rapariga que oferece favores sexuais a cada rapaz que se cruza no seu caminho. Escolas, festas. Famílias disfuncionais, álcool. 







































Não li o livro de James Fraco, portanto só poderei falar do filme da Gia. Palo Alto não conta nenhuma história nova. Já vimos este tipo de filmes 500 vezes. É o típico filme de adolescentes, com os seus problemas e a sua típica pressa em viver. O que não se pode ignorar é o facto de que Gia Coppola mostra que “filho de peixe, sabe nadar”. Apesar da história não ser nova, de ter algumas falhas no argumento, a forma de filmar é competente. A fotografia, a banda sonora, os planos, etc. tudo é feito com grande aprumo e cuidado estético. 

Jack Kilmer é absolutamente delicioso. O seu Teddy é um jovem vulnerável com o qual é impossível não simpatizar. Emma Roberts é alguém a quem devemos estar atentos, pois tenho a certeza que no futuro vamos ouvir falar dela. Palo Alto tem demasiado James Franco – o que é um problema e tem muitas pontas soltas. Desfechos incertos que funcionam com algumas personagens mas não com todas. 

É um filme cliché, mas é sobretudo uma amostra credível daquilo que Gia Coppola poderá vir a ser enquanto realizadora. Eu estarei atenta ao amanhã da jovem. 




"You know Picasso drew fast, he could draw a dove in 16 seconds. But to do it in 16 seconds it took 6 decades of practice, technical skill is not enough, it’s never enough. He had to master the masters, before he was able to abandon what he learned and become Picasso."


Nota:

Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub