Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

girl on film

01
Ago13

Opinião | Pacific Rim | Guillermo del Toro. 2013

Título em Português: Batalha do Pacífico
Data de estreia: 18.07.2013




A sinopse oficial é a mais fácil de usar para quem não domina os termos técnicos ou a mitologia em torno de filmes deste género – que é o meu caso: 

"Quando legiões de criaturas monstruosas, conhecidas como Kaiju, começaram a emergir do mar, uma guerra que tomaria milhões de vidas e consumiria os recursos da Terra teve início. Para combater os gigantes Kaiju, um tipo especial de arma foi criado: robôs enormes, chamados Jaegers, controlados simultaneamente por dois pilotos cujas mentes são ligadas por uma ponte neural.

Porém, os Jaegers tornam-se vulneráveis diante dos temíveis Kaiju. A derrota é iminente, e as forças de defesa do planeta não têm outra escolha senão colocar dois improváveis heróis - um ex-piloto: Raleigh Becket (Charlie Hunnam) e uma cadete sem experiência Mako Mori (Rinko Kikuchi) - para pilotar um Jaeger lendário no passado mas hoje aparentemente obsoleto. Juntos, eles são a última esperança da humanidade contra o Apocalipse."




Pois bem, nunca pensei dizer isto mas, gostei. Tal como não gostava de sushi e agora adoro. E com esta declaração, espero que os deuses me protejam, pois quiçá, um dia ainda posso vir a dizer bem de Michael Bay. Já estou por tudo. 

Adorei a experiência IMAX apesar de considerar o valor (10 euros) absolutamente exagerado, sobretudo pelo facto de ter que se usar uns óculos que quando postos, parecem pregos espetados na parte de trás da nuca. O som da sala é incrível, mas não aconselhável a quem sofra de enxaquecas. 



A introdução do filme, com narração de Charlie Hunnam é um momento que ocupa algum tempo, mas onde de percebe a adoração e dedicação de Guillermo del Toro neste projecto. É um projecto pessoal e com muita investigação, sobretudo na criação e desenvolvimento dos Kaiju.

O elenco é constituído por malta da pesada, alguns vindos do mundo da televisão, com papeis de "vilões". Idris Elba competente como sempre, Charlie Hunnam uma agradável surpresa como protagonista e Charlie Day em parceria com Burn Gorman são os cientistas com sentido de humor. E depois há Ron Perlman, que nos “10 minutos” que está no ecrã rouba as atenções por inteiro - no melhor dos sentidos. Um destaque (positivo) para a banda sonora de Ramin Djawadi

As cenas de batalha entre robôs e "bestas" poderá cansar alguns espectadores, mas segundo li, parece que Del Toro foi fiel às representações japonesas e ao folclore envolvente. Por muitos defeitos e falhas que tenha, por muitos zeros da crítica profissional e êxtase dos fãs do género, uma coisa é certa, Pacific Rim é um blockbuster feito com amor.



Nota:


1 comentário

Comentar post

Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub