Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

girl on film

25
Set14

Ain't Them Bodies Saints | David Lowery. 2013

Título em Portugal: - 
Data de estreia: - 





















David Lowery tentou ressuscitar as eternas histórias de amores impossíveis. Não uma história de amor qualquer, mas a história de amor entre dois foras da lei, à boa maneira de  Bonnie e Clyde
A história decorre no Texas, onde os namorados, Ruth (Rooney Mara) e Bob (Casey Affleck) levam uma vida de criminosos. Tudo muda quando se envolvem num tiroteio. Ruth atinge um polícia - Patrick (Ben Foster) – e Bob decide arcar com a culpa e para proteger a mulher que ama e que está grávida dele, é preso. Alguns anos depois, foge da prisão e tem como único propósito, reencontrar Ruth. Mas são muitos os percalços com que se vai cruzar. Ruth por sua vez, tenta levar uma vida normal e estável. A sua prioridade é a filha, mas ao mesmo tempo mantém a eterna esperança de reencontrar Bob, esperança esta que se altera quando o agente Patrick começa a visitá-la. Oferece-lhe amparo, protecção e mostra-lhe que um novo começo é possível e tangível de alcançar. 
Se Ain't Them Bodies Saints fosse um romance típico, o início do filme seria o seu fim, mas não é o caso. A história de amor que Lowery conta, mostra um casal protagonista que pouco contracena ou convive. Como espectadores observamos a forma como Bob e Ruth vivem o distanciamento - consequência do tiroteio e respectiva prisão. Bob resiste para sobreviver na prisão, sair, retomar o amor e conhecer a filha. Ruth vive atormentada com a culpa e com a consciência de que dificilmente voltarão a estar junto, no entanto, como que embutida num sentimento dúbio, vive ansiosa com a possibilidade de estar errada e de puder voltar a reencontrar Bob e dizer-lhe o que sentiu todos os anos que viveram separados. 







É uma história de amor que na verdade, nunca acontece na totalidade. Bob foge da prisão mas nada alcança, Ruth sobrevive numa pacata rotina em que a filha tem um lugar central. Dois mundos que iniciam a jornada juntos, mas que nunca mais se cruzam. O casal vive povoado por desilusões e mágoas. 
O elenco é de luxo. Rooney Mara e Casey Affleck são dois actores cuja competência e talento dispensam grandes introduções. No entanto e talvez por culpa do argumento e do que lhes foi pedido pelo realizador, as suas actuações parecem ser limitadas. Este sentimento é mais sentido com Mara. A sua personagem é tão séria que é difícil estabelecer uma empatia ou ligação com ela. É obrigatório destacar Ben Foster e Keith Corradine, dois actores secundários que surpreendem ao criarem personagens estimulantes e sobretudo misteriosas. 
Ain't Them Bodies Saints é visualmente deslumbrante. Luz, fotografia e planos são de uma beleza tal que é difícil explicar por palavras. O trabalho de Bradford Young é incensurável. Mas quando a toda esta beleza estética se junta uma competente banda sonora, percebemos que David Lowery é um habilitado maestro. 
Não é um filme para qualquer tipo de público. A monotonia e morosidade podem assustar alguns. Mas quem gosta de detalhes não lhe fica indiferente. Com todas as falhas que tem a nível de argumento e até de interpretação, uma coisa é indiscutível: Ain't Them Bodies Saints é feito com uma competência notável. 




"Every day I wake up thinking today’s the day I’m gonna see you. And one of those days, it will be so. And then we can ride off to somewhere. Somewhere far away." 






Nota:




Contacto

Sofia Santos: agirlonfilm@sapo.pt // blog.girl.on.film@gmail.com

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

feira das vaidades

planeta pop + girl on film

Soundtrack by Girl On Film on Mixcloud

A outra casa

Em destaque no SAPO Blogs
pub